Com a busca cada vez maior por embalagens práticas para poder levar nossos alimentos e bebidas a todo lugar, o plástico surgiu como um grande aliado. Afinal, possui alta resistência à quebra, é maleável e leve.

Mas será que as embalagens plásticas são totalmente seguras para a saúde? É o que vamos descobrir no artigo de hoje.

 

Substâncias perigosas presentes nas embalagens plásticas

Dentre todas as substâncias presentes nas embalagens plásticas, três delas se destacam pelo seu alto poder de causar danos à saúde humana, segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia. Estamos falando do Bisfenol-A ou BPA, os ftalatos e o estireno.

O BPA, quando ingerido, atua alterando os hormônios do corpo humano, podendo causar puberdade precoce em crianças, infertilidade, vários tipos de cânceres e são fatores determinantes de obesidade. Já o estireno, é altamente cancerígeno.

Por fim, os ftalatos são usados para deixar o plástico mais maleável e são tidos como cancerígenos. As substâncias ainda podem ser usadas pela indústria de vários países, incluindo o Brasil.

Como eles são liberados?

Normalmente eles são liberados, ou seja, contaminam os alimentos e bebidas com o aquecimento. Dessa forma, evite esquentar comida em recipientes plásticos ou beber bebidas quentes, como chá e café, em copos plásticos.

Ainda, recipientes plásticos devem ser lavados a mão em água fria ou morna. Não use máquinas de lavar para limpar os itens, pois eles também não devem ser aquecidos na água, sob o risco de eliminar substâncias tóxicas, assim como acontece no micro-ondas.

 

Como saber se a embalagem plástica contém BPA, ftalatos ou estireno?

Se na embalagem plástica, na parte em que é possível encontrar aquele símbolo de reciclagem, houver os números 3 ou 7, é porque contém o bisfenol A, ftalatos ou estireno. Portanto, observe atentamente antes de comprar ou utilizar estas embalagens.

Veja mais algumas dicas para evitar a contaminação por BPA:

  • Descarte utensílios de plástico lascados ou arranhados;
  • Tente substituir pratos, copos e outros utensílios de plástico. Dê preferência ao vidro, à porcelana e ao aço inoxidável para armazenar bebidas e alimentos;
  • Não esquente embalagens plásticas no micro-ondas, exceto se forem fabricadas especificamente para esse tipo de forno;
  • Não coloque itens comestíveis quentes em canecas ou recipientes plásticos;
  • Confie somente nos produtos certificados pelo Inmetro;
  • Não deixe os líquidos que for ingerir em contato com o plástico por longos períodos.

 

Plásticos São Pedro e a preocupação com a sua saúde

Todos os produtos fabricados pela Plásticos São Pedro seguem as normas e diretrizes do Inmetro. Dessa forma, você pode utilizá-los sem medo e contaminação. Ainda, as matérias-primas são selecionadas, tudo para garantir um produto de qualidade e sem riscos a sua saúde, além de um processo altamente transparente.

Acesse nosso portfólio e veja como podemos te ajudar! Aproveite e faça um orçamento sem compromisso.

Conheça mais sobre os nossos produtos e soluções: curta a nossa página no Facebook ou siga a gente lá no Instagram.

Até o próximo post!

Plásticos São Pedro

A higienização dos galões, ou vasilhames, é muito importante para evitar o risco de contaminação da água neles armazenada ao longo do tempo e permitir a reutilização constante dos recipientes. Deste modo, é possível assegurar a qualidade da água consumida e também contribuir para preservar o meio ambiente.

Mas você sabe como fazer a higienização dos galões? E a importância de higienizar corretamente os vasilhames? A seguir, explicaremos como fazer todo esse procedimento passo a passo, de modo eficiente, rápido e seguro. Confira!

Entenda a importância de fazer a higienização

Caso o galão não seja higienizado adequadamente, é comum o surgimento de micro-organismos que se aderem às paredes do recipiente e não são facilmente percebidos em um primeiro momento. Com o passar do tempo, quando o galão fica exposto à luz e não é devidamente higienizado, as algas e bactérias se proliferam e acabam por conferir cor (geralmente esverdeada) e sabor amargo à água.

Além disso, um acúmulo muito grande destes micro-organismos pode causar problemas de saúde, como enjoo e diarreia. Portanto, para prevenir estes problemas, procure sempre manter o galão e sua base de apoio devidamente higienizados.

Veja como fazer a higienização de galões

Alguns procedimentos simples são capazes manter os galões higienizados:

  1. Com auxílio de uma esponja, detergente comum e um pouco de água, esfregar toda a superfície externa do galão, com atenção especial ao gargalo;
  2. Da mesma maneira, esfregar as superfícies externas e internas da base de apoio do galão;
  3. Realizar enxágue da superfície externa do galão e da parte interna/externa da base de apoio com água corrente;
  4. Adicionar um pouco de detergente e cerca de ½ litro de água ao galão;
  5. Agitar durante, no mínimo, um minuto, promovendo o contato do detergente em todas as partes internas do galão;
  6. Enxaguar o interior do galão com água corrente até que não haja mais nenhum resíduo de detergente;
  7. Preparar uma solução de hipoclorito de sódio (água sanitária comum ou solução farmacêutica), adicionando-se 1 colher de sopa em 1 litro de água. Porém, não deve ser utilizada água sanitária do tipo que contém perfume e nem outras soluções de limpeza indicadas para a roupa;
  8. Adicionar toda a solução preparada anteriormente ao galão;
  9. Tampar o galão e agitar durante no mínimo 30 segundos, promovendo o contato com a solução em todas as partes internas do galão;
  10. Posicionar o galão na base e abrir sua torneira fazendo com que a solução passe pelo canal interno da base;
  11. Descartar toda a solução através do apoio e deixar escorrer todo o líquido do galão;
  12. Após cerca de 20 minutos, realizar novo enxágue tanto no galão como na base de apoio;

Pronto, o seu galão e a sua base estão devidamente higienizados. São passos simples que garantem uma água mais limpa e pura por mais tempo!

A higienização de galões é um procedimento importante e que deve ser realizado adequadamente, para assegurar a qualidade da água, evitar problemas de saúde e proteger o meio ambiente.

Por hoje, ficamos por aqui. Para ficar por dentro das notícias do setor e das movidas da São Pedro, basta curtir a nossa página no Facebook ou seguir a gente lá no Instagram.

Até o próximo post!

Plásticos São Pedro

As embalagens são o primeiro contato do consumidor com o seu produto. Em uma prateleira, onde quase todos os itens são extremamente parecidos, como os galões de água mineral, é importante se diferenciar da concorrência.

Quer saber como? A resposta pode estar nos galões coloridos. Veja, neste artigo, como o uso destes itens pode beneficiar as suas vendas.

Vantagens de utilizar galões coloridos para água

Utilizar estratégias variadas para despertar a atenção do público e, consequentemente aumentar suas vendas, é fundamental nos dias de hoje, onde a concorrência é tão acirrada.

Segundo pesquisas, 60% dos brasileiros avaliam a embalagem como mais importante até mesmo que a própria marca. Pensando nisso, reunimos algumas vantagens do uso de galões coloridos para envasar água mineral, fugindo do tradicional azul. Vamos conhecer?

Destaque seu produto da concorrência

Em um mercado praticamente dominado por embalagens tradicionais, tanto na cor como no formato, os únicos fatores que diferenciam as marcas são o rótulo e o preço.

Muitos consumidores ainda se deixam levar pelo preço na hora de escolher a água que irão comprar. Entretanto, caso sua empresa opte por utilizar galões coloridos, ela obterá um maior destaque em meio ao mundo azul das prateleiras de água mineral.

Desta forma, o cliente se sentirá atraído e as chances de comprar seu produto serão maiores, afinal, quem não gosta de uma novidade, não é mesmo?

Personalize suas embalagens

Além de se destacar nas prateleiras, você pode aliar o uso das embalagens coloridas com o seu posicionamento de marca e as suas cores. Mas como assim? Calma que eu te explico!

Você pode utilizar galões das cores do seu logotipo, assim, os consumidores irão associar mais facilmente aquela cor a sua marca.

Além disso, você ainda pode utilizar as cores para estimular o consumo. Por exemplo, a cor laranja transmite a sensação de ser algo amigável e convidativo, atraindo olhares por ser bastante vibrante.

Diferencie diferentes produtos com a cor

Uma outra opção é a diferenciação dos produtos pela cor da embalagem. Com certeza você conhece alguém que já comprou uma água com gás achando que era sem gás, certo?

Para que isso não aconteça com seus consumidores, utilize galões coloridos para diferenciar seus produtos. Assim, eles sempre comprarão o produto certo.

Seja pioneiro e aposte nos galões coloridos! Além das vantagens que trouxemos, você ainda será lembrado como a empresa que inspirou as mudanças do setor.

A Plásticos São Pedro possui galões de diversos tamanhos e cores. Acesse nosso portfólio e veja como podemos te ajudar! Aproveite e faça um orçamento sem compromisso.

Conheça mais sobre os nossos produtos e soluções: curta a nossa página no Facebook ou siga a gente lá no Instagram.

Até o próximo post!

Plásticos São Pedro

A São Pedro está há mais de 11 anos no mercado produzindo embalagens destinadas ao setor de água mineral. Somos uma empresa alinhada às tendências do ramo de sopro, com uma produção altamente tecnológica e versátil. Nosso trabalho está alicerçado na ética e profissionalismo, buscando atender, de forma hábil, as empresas envasadoras do mercado brasileiro. Os produtos São Pedro são desenvolvidos com a premissa de embalar saúde e qualidade de vida.

Plásticos São Pedro

“A gôndola não é elástica”.

Essa famosa frase alude à árdua batalha por espaço nas prateleiras de supermercados e estabelecimentos comerciais em geral.

É que anualmente, milhares de novos produtos são introduzidos no mercado. Para se ter uma ideia, só entre abril e julho de 2020, foram lançados no Brasil 1.736 novos produtos ou variedades de linha, segundo um estudo conduzido pela Mintel.

Se, por um lado, esse fenômeno da diversificação e constante inovação é importante para o aquecimento do mercado, por outro, ele também gera um impasse: muitas vezes, o varejo não tem capacidade física para absorver todas essas novidades – lá está: a gôndola não aumenta magicamente de tamanho.

Desse modo, o que acaba acontecendo é que alguns produtos com pouca saída acabam dando lugar às novidades. Isso coloca um desafio aos fabricantes: como se destacar entremeio a outros tantos produtos semelhantes? Como captar a atenção do consumidor e estimular a compra?

A resposta a essas perguntas passa necessariamente pelo rótulo, embalagem e tampa escolhidos para o produto. Trata-se de aspectos que comunicam os valores da marca para o cliente e acabam influenciando decisivamente a decisão de compra.

 

Pensando nisso, no post de hoje, reunimos três dicas valiosas do que levar em conta ao conceber um rótulo ou escolher uma embalagem. Continue a leitura e saiba como fazer dessa escolha um diferencial competitivo para o seu produto.

 

Capriche no design

Uma arte de qualidade é fundamental para fazer o seu produto se destacar nas prateleiras. Existe uma enorme variedade de estilos para a formulação de rótulos – dos mais minimalistas aos mais tradicionais, passando pelos mais modernos ou românticos.

O importante é que o estilo escolhido dialogue com as características e os valores da marca ou produto, transmitindo-os de uma forma atraente e positiva. Por exemplo, em um suco 100% natural, o desenho da fruta não pode parecer artificial, pois isso criaria uma desconexão em relação ao conceito-chave do produto. Além disso, de forma clara, devem ser apresentadas as principais informações – marca, conteúdo, características de destaque etc.

 

Um aspecto particularmente relevante é a cor. Um bom esquema de cores vai ajudar a chamar a atenção do cliente e a se conectar com ele. E apenas com base em um sistema cromático é possível comunicar determinados valores. Por exemplo, o amarelo conota otimismo; o vermelho está relacionado a vivacidade e ousadia; o cinza, a neutralidade e equilíbrio; o azul, a confiança e limpeza.

Outro aspecto a ser explorado é a tipografia do rótulo. Aqui a principal dica é escolher duas fontes, com boa legibilidade e que se harmonizam bem: uma para o texto em destaque e a outra para o restante das informações. Sendo assim, evite usar mais que duas fontes diferentes em um mesmo rótulo. A regra da hierarquia decrescente da fonte ordena que se atribua um tamanho maior às informações mais importantes, como o nome da marca ou determinadas características às quais se quer dar destaque.

Considere ainda o tipo de papel e a textura do rótulo. Há muita variedade em relação a esse aspecto: processos de impressão, do hot-stamping ao cold-stamping, tipos de cortes, dos retangulares mais comuns até os picotes de segurança, e relevos. Por exemplo, em geral, os rótulos de plástico adesivo brilhoso são utilizados nos garrafões de água.

 

Faça pesquisas de mercado

Depois de desenvolver os primeiros rascunhos do rótulo do seu produto, é hora fazer pesquisas de mercado. Assim, você tem mais respaldo para fazer eventuais ajustes.

Escolha um grupo variado de pessoas do seu público-alvo, mostre-lhes o rótulo e pergunte: “que impressão essa embalagem gera em você?”, “você sabe rapidamente me dizer o que tem dentro da embalagem?”, “você compraria esse produto se o visse em uma prateleira?” etc.

 

Capriche nas embalagens

As embalagens devem ser funcionais e ergonômicas, totalmente adaptadas ao produto que comercializado. Assim, por exemplo, a embalagem de um produto de limpeza deve, de preferência, ter um diâmetro que permite ao usuário o manuseio com apenas uma mão.

De modo semelhante, quando se trata da embalagem de um garrafão de água mineral, o aspecto externo é associado pelo consumidor ao conteúdo interno. Por isso, quanto mais limpa e bem conservada for a embalagem, melhor para a sua comercialização.

Por exemplo, a embalagem de 20 litros da Água Gravatal, de Santa Catarina, veicula os valores da higiene, da leveza e do frescor. Utilizando os resistentes garrafões da Plásticos São Pedro, o produto consegue se diferenciar dos demais com um rótulo “clean” e atraente, que dá destaque à marca inclusive na tampa. Outro destaque vai para o fato de essas embalagens serem reutilizáveis.

 

Isso porque a sustentabilidade ambiental também tem sido apontada como uma das principais demandas dos consumidores quando o assunto é embalagens. Em 2019, uma pesquisa realizada com consumidores de diversos países apontou que 38% dos participantes busca entender o impacto dos alimentos e bebidas que compram, preferindo hábitos de consumo mais responsáveis.

No setor de embalagens de água mineral, a reciclagem está despontando como uma estratégia para diminuir o problema do acúmulo de plástico causado por um material como o PET, que pode permanecer na natureza por até 800 anos. Por isso, a sua empresa não pode descartar o fator sustentabilidade ao escolher a embalagens de seus produtos.

 

Plásticos São Pedro: embalagens de qualidade com descarte sustentável

Há mais de uma década no mercado de embalagens e com uma produção altamente tecnológica, a Plásticos São Pedro tem na preocupação com o meio ambiente um de seus valores. 

Por meio de uma parceria com os nossos clientes, fazemos a coleta das embalagens de 10 e 20 litros com mais de três anos, evitando o descarte inadequado e nocivo à natureza. Depois dessa coleta, os garrafões são devidamente encaminhados para empresas de reciclagem. Isso é tudo possível também graças à qualidade e à resistência dos nossos produtos.

Assim, se você procura uma embalagem de qualidade para se destacar em gôndolas cada vez menos elásticas e mais competitivas, a Plásticos São Pedro é a sua melhor opção.

 

Gostou deste conteúdo? Para ficar por dentro dos próximos posts da São Pedro, curte a nossa página no Facebook ou segue a gente lá no Instagram!

 

Plásticos São Pedro

 

 

A água é a principal bebida associada à saúde, pois ela é essencial para a sobrevivência humana – afinal, o organismo humano aguenta ficar até semanas sem consumir alimentos, mas não aguentamos mais do que três ou, no máximo, cinco dias sem beber água. Não à toa, médicos e nutricionistas recomendam o consumo de até 2 a 3 litros desse líquido por dia.

Como se sabe, em muitos municípios brasileiros, a água que sai das torneiras não é própria para consumo. Determinadas substâncias, como chumbo, mercúrio, níquel, nitrato, nitrito e tálio não são removidos facilmente por um sistema de tratamento tradicional. Além disso, bactérias e vírus podem permanecer na água de torneira devido a sistemas inadequados de encanamento ou ao armazenamento em reservatórios abertos.

O consumidor sabe que a ingestão de água fora dos padrões de potabilidade oferece riscos à saúde, em alguns casos, causando inúmeras doenças e problemas de saúde. Por isso, ele recorre à segurança que só a água mineral pode oferecer.

E na hora de optar por uma determinada marca, o primeiro contato que o consumidor estabelece com esse produto é por meio do recipiente que o envolve. Sendo assim, tão importante quanto o conteúdo é a embalagem – afinal, de nada adianta oferecer a água mais pura ao seu cliente, se você não comunicar isso a ele.

 

Neste post, mostramos por que a água de qualidade merece estar em uma embalagem de qualidade e o que levar em conta na hora de escolher a da sua marca.

Vem com a gente saber mais!

 

A embalagem como cartão de visitas

A embalagem atua como um cartão de visitas para qualquer marca, ajudando a transmitir os diferenciais de um produto ao consumidor. Isso é feito por meio de materiais de qualidade, cores, tipografia e design que devem ser pensados cuidadosamente.

Quando o consumidor olha para uma prateleira de um supermercado ou estabelecimento semelhante, ele vê muitos produtos muito semelhantes e, muitas vezes, com preços similares. Nesse contexto de infinitas possiblidades, a embalagem é praticamente a única estratégica que as empresas têm de fugir da aparente mesmice e captar para a atenção dos clientes.

 

Em se tratando de um produto como a água mineral, construir uma relação de confiança por meio da embalagem é particularmente importante. Afinal de contas, como dissemos de início, trata-se de um líquido ingerido por razões de saúde, para suprir uma necessidade fisiológica. A noção de que a água é segura e de qualidade só pode ser comunicada por meio do galão, já que o cliente não dispõe de um laboratório portátil para realizar análises químicas por aí.

Aspectos como um galão limpo, de boa aparência, com rótulo legível e bem diagramado e um alça resistente e ergonômica fazem toda a diferença e ajudam a transmitir esses valores de confiança, segurança e higiene.

 

Embalagens sustentáveis: uma exigência do consumidor

De acordo com a pesquisa “Tendências de Embalagem para 2020 (Top Packaging Trends 2020)”, conduzida pela Innova Market, a sustentabilidade ambiental é uma das principais demandas dos consumidores quando o assunto é embalagens. Em 2019, uma pesquisa realizada com consumidores de diversos países apontou que 38% dos participantes busca entender o impacto dos alimentos e bebidas que compram, preferindo hábitos de consumo mais responsáveis.

As marcas estão cada vez mais atendendo a essa demanda e migrando para soluções que reduzam o impacto causado ao meio ambiente. No setor de embalagens de água mineral, não tem sido diferente. A reciclagem está, assim, despontando como uma estratégia para diminuir o problema do acúmulo de plástico causado por um material como o PET, que pode permanecer na natureza por até 800 anos.

Por isso, as empresas não podem descartar o fator sustentabilidade ao escolherem a embalagens de seus produtos.

 

Plásticos São Pedro: embalagens de qualidade com descarte sustentável

Com mais de uma década de experiência no mercado de embalagens destinadas à água mineral, a Plásticos São Pedro tem na preocupação com o meio ambiente um de seus valores.  Por isso, por meio de uma parceria com os nossos clientes, fazemos a coleta das embalagens de 10 e 20 litros com mais de três anos. Os galões são encaminhados para empresas de reciclagem, evitando o descarte inadequado e nocivo ao meio ambiente.

Com uma produção altamente tecnológica, as nossas embalagens são resistentes à ação do tempo e atendem aos mais altos padrões de qualidade exigidos pelos órgãos regulamentadores brasileiros. Com isso, conquistamos a confiança de clientes como a Associação Catarinense das Indústrias de Água Mineral, a Acinam, responsável por 70% das envasadoras de Santa Catarina.

 

Se você procura uma embalagem de qualidade para a sua água de qualidade, a Plásticos São Pedro é a sua melhor opção, reunindo expertise tecnológica com a preocupação ambiental pela qual o seu cliente tanto preza.

Por hoje, ficamos por aqui. Para ficar por dentro das notícias do setor e das movidas da São Pedro, basta curtir a nossa página no Facebook ou seguir a gente lá no Instagram.

 

Até o próximo post!

 

Plásticos São Pedro

 

Seres humanos são animais altamente visuais. Estudos afirmam que mais de 80% de toda a informação que captamos do exterior e que é transportada até ao cérebro foi obtida pelo sentido da visão.

Sabe aquele ditado popular que diz que “a primeira impressão é aquela que fica”? Pois bem. Há evidências científicas de que ele seja verdadeiro. Pesquisadores da Universidade de Toronto, no Canadá, estimam que basta uma fração de segundo para que formemos uma opinião sobre algo. Nesse ínfimo espaço de tempo, o cérebro humano constrói uma impressão os objetos que, em geral, é bem difícil reverter.

Essa nossa forte relação com a linguagem visual fica evidente quando pensamos na importância que as embalagens têm para a comercialização dos produtos. Afinal, elas não cumprem apenas um papel funcional, de proteção do interior, do conteúdo comercializado. Muito mais do que isso, elas operam como uma verdadeira ferramenta de vendas, captando a atenção do cliente, diferenciando o produto dos demais e comunicando, de forma direta e objetiva, os principais diferenciais de uma marca.

 

No post de hoje, mostramos como a embalagem pode e deve ser usada para alavancar as vendas de um produto. Continue a leitura e saiba mais!

 

Um breve contexto histórico

O conceito de “design de embalagens” é relativamente recente.

No início do séc. XX, os estabelecimentos comerciais não contavam com a variedade de produtos e de marcas que existe hoje. Por isso, o aspecto daquilo que embalava um produto não era objeto de grande preocupação.

Com o aumento da industrialização a partir da Segunda Guerra mundial, o número de marcas aumentou exponencialmente e, com isso, surgiu a necessidade de criar diferenciais competitivos, de modo a fazer com que o produto realmente chamasse a atenção do consumidor e não ficasse esquecido nas prateleiras.

A partir daí a importância das embalagens foi aumentando até chegarmos aos dias de hoje, uma época já conhecida como a “era do Instagram”, na qual o apelo estético do produto tem tanta importância quanto os seus outros atributos. 

 

A embalagem é um diferencial competitivo

Uma boa embalagem é aquela que cumpre bem a função de comunicar os diferenciais de uma marca.

Com base em materiais de qualidade, cores, tipografia e design cuidadosamente pensados para um determinado público-alvo, a embalagem pode fazer a diferença nas vendas. Afinal, ela é a “cara” do produto”, o porta-voz de toda a comunicação da empresa com o consumidor. Por isso, deve ser atraente, ou seja, agradável esteticamente, chamando a atenção do consumidor.

Por outras palavras, além de proteger e facilitar o transporte dos produtos, a embalagem deve instigar as pessoas a comprar. Quando o consumidor olha para uma prateleira de um estabelecimento comercial, ele vê muitos produtos muito semelhantes e, por vezes, com preços similares. Com base em que fará a escolha da compra? Muitas vezes, se a embalagem conseguir estabelecer com esse cliente uma relação de confiança, esse poderá ser o critério que o fará optar por uma marca específica.

Isso não quer dizer que o fator estético seja a única coisa levada em consideração pelos fabricantes. As embalagens devem ser práticas, funcionais e pensadas cuidadosamente para garantir um manuseio eficiente e seguro.

Nas embalagens destinadas ao setor de água mineral, a aparência do galão ajuda o consumidor na decisão de compra. Aspectos como um galão limpo, com boa aparência, com rótulo legível e informações adequadas certamente fazem a diferença, transmitindo uma sensação de higiene e segurança. A alça deve ser resistente e ergonômica, com uma cor adequada e que chame a atenção do consumidor.

 

Plásticos São Pedro: embalagens de qualidade com descarte sustentável

A Plásticos São Pedro está há mais de uma década no mercado de embalagens destinadas ao setor de água mineral. Com uma produção altamente tecnológica, os nossos vasilhames são resistentes e reforçados, atendendo aos mais altos padrões de qualidade exigidos pelos órgãos regulamentadores brasileiros.

Essa qualidade é atestada também pelo fato de a Plásticos São Pedro ser uma das empresas que fornecem as embalagens para a Associação Catarinense das Indústrias de Água Mineral, a Acinam, responsável por 70% das envasadoras de Santa Catarina.

Mas não é tudo. A preocupação com o meio ambiente é um dos nossos valores.  Por isso, mantemos uma parceria com todos os clientes atendidos, fazendo a coleta das embalagens de 10 e 20 litros com mais de três anos. As embalagens são encaminhadas para empresas de reciclagem, evitando o descarte no meio ambiente e contribuindo para a redução da poluição.

Em tempos de crescente preocupação com a sustentabilidade, usar embalagens da Plásticos São Pedro é um verdadeiro diferencial para o seu negócio.

 

Por hoje, é tudo, mas para ficar por dentro dos nossos próximos posts e das novidades da São Pedro, basta curtir a nossa página no Facebook ou seguir a gente lá no Instagram.

 

Até a próxima!

 

Plásticos São Pedro